Casa & Decoração

9 itens para levar em consideração na hora de escolher o sofá

Base da decoração, o sofá é geralmente o primeiro mobiliário a ser escolhido para a sala, já que ele define o conforto que o espaço terá. Só que encontrar o modelo ideal nem sempre é fácil: é preciso considerar diversas características, do tamanho do móvel à harmonia de cores do ambiente. Por isso, trouxemos algumas dicas da arquiteta e consultora Fabiana Gimenez de Moura para ajudar quem deseja ter o sofá perfeito. Confira!

1. O estilo do ambiente

Antes da aquisição de uma peça tão importante – em uso e investimento –, é preciso entender a proposta do espaço em que ele será inserido. Em salas utilizadas para receber visitas, o sofá pode ter medidas mais enxutas e um apoio confortável para as costas. Se o objetivo for assistir à televisão, o mobiliário deve permitir mais aconchego e a possibilidade de a pessoa se esparramar.

2. O tamanho ideal

As medidas do móvel são determinadas em função da ergonomia, para acomodar o corpo humano com conforto. A altura do encosto deve ter entre 75 centímetros e 1 metro, e a profundidade do assento pode variar entre 90 centímetros e 1 metro. Nas dimensões adequadas, é possível sentar bem encostado e com os pés apoiados. Para deitar, há as chaises, que funcionam como a extensão do sofá e podem ser retráteis.

O tamanho ideal do sofá
1. Estofado Turim 2 lugares com chaise (3m) – Racine Móveis

3. As dimensões do ambiente

Outro ponto que merece atenção no momento de comprar um sofá é verificar se o móvel é proporcional ao ambiente, para uma decoração coerente e equilibrada. Se a ideia é receber e acomodar muitas pessoas, deve-se prever uma área de circulação de no mínimo 70 centímetros. A mesa de centro deve estar a uma distância de 45 centímetros do sofá, para que a pessoa não precise levantar para apoiar copos ou se servir. “Também é importante deixar circulação suficiente para a abertura de gavetas, armários ou outros móveis e marcenarias”, ressalta a arquiteta Fabiana Gimenez de Moura.

4. A escolha da cor

Geralmente o sofá é uma peça bem marcante na decoração. Por isso, independentemente do tamanho do espaço, a arquiteta recomenda o uso de cores neutras, mais claras, que não ficam cansativas com o tempo. “E se o desejo é escolher alguns itens vibrantes, que seja com almofadas”, sugere.

Em residências, os sofás coloridos vão bem quando a decoração é mais discreta. Já em espaços comerciais, em que não há uso diário do mobiliário pelas mesmas pessoas, o móvel pode ter tons mais ousados.

O sofá branco, que muita gente evita por receio do processo de limpeza, pode ser uma boa opção nos tecidos sarja – bem resistentes – e couro ecológico.

5. A combinação do sofá com tapetes e cortinas

Fabiana sugere ter ao menos uma cor em comum entre sofá, cortina e almofadas. Já os tapetes podem ser coloridos ou ter textura, principalmente se o sofá tiver tons neutros.

6. O tecido

Sentir um toque macio e aconchegante ao sentar ou deitar no sofá pode tornar o momento de descanso muito melhor. Por isso, a escolha do tecido do mobiliário deve ser feita com atenção. Há tecidos que aquecem demais o corpo durante o uso, como os veludos, por exemplo. Já as camurças são ótimas para limpeza.

A facilidade de limpar também é essencial em casas com crianças e animais de estimação. É recomendado tecidos como o suede, que aceita muitos tipos de lavagem, e composições sintéticas, que não danificam na hora de limpar. Tecidos naturais tendem a desgastar com mais facilidade.

As capas também podem ser boas opções para o dia a dia, pois são práticas, econômicas, fáceis de lavar e possuem variedade de estampas e estilos.

6. Estofado feito sob medida com almofadas soltas, espuma plumante, manta siliconada e pés de aço carbono – Pink Floyd Móveis

7. Os divãs

Os divãs são excelentes para dar ao ambiente mais possibilidades de assento. Por serem, geralmente, menores do que o sofá tradicional, elas podem ser o ponto de cor no ambiente e dão mais personalidade à decoração.

8. Experimentar é essencial

Uma avaliação mais criteriosa do sofá só é possível ao experimentar a peça. Dessa maneira, fica mais fácil conferir se o móvel é confortável, se o tecido é agradável ao toque e se a estrutura é resistente.

9. A entrega

É preciso checar as dimensões de elevadores e portas pelas quais o mobiliário terá de passar para ser entregue. A peça pode ser içada, mas como o custo desse serviço muitas vezes é alto, vale a pena se programar e saber como o sofá chegará, finalmente, à sala.

E aí, já se preparou para escolher o seu sofá? No Shopping Interlar Aricanduva há dezenas de lojas com opções de mobiliário para todos os estilos e espaços. Venha conferir e encontrar o sofá perfeito para você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *